A pesquisadora Érica Danielle Silva tornou-se a primeira doutora do GEDUEM. A pesquisa intitulada – A espetacularização do sujeito com deficiência em discurso no domínio cinematográfico: dispositivo, normalização e biopolítica – foi brilhantemente defendida no dia 18 de março de 2016,  na Universidade Estadual de Maringá (UEM).